segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

O caso Karina Veiga e o tabu do sexo anal

Há algumas semanas, fotografias íntimas de uma menor de idade foram divulgadas na internet por um ex-namorado dela. Por mais absurda que a atitude dele tenha sido, muitos internautas simplesmente ignoraram o nível de maldade do cara e acharam muito divertido ajudar a divulgar as fotos constrangendo e ridicularizando a garota.

O que eles acharam tão engraçado? A menina havia praticado sexo anal. Sim, parece que fazer o papel passivo numa relação anal torna uma pessoa um ser inferior. Deve ser por isso que homens (heterossexuais otários) insistem tanto em fazer sexo anal com a parceira, mas são ortodoxos sobre a proibição de que elas toquem a região anal deles: Eles acham que mulheres são inferiores, que ser penetrada é o papel delas.

Lembram-se de quando eu falei sobre o blog misógino Testosterona? Uma das postagens que analisei falava que as mulheres deveriam fazer sexo anal com os namorados no dia posterior ao dia dos namorados como agradecimento pelos presentes recebidos.

Uma das postagens mais asquerosas desse mesmo blog era um vídeo no qual um rapaz pedia sexo anal para a namorada. Quando ela recusava, ele a deixava inconsciente com um golpe na cabeça a fim de violentá-la. Então o infame vídeo apresentava as vantagens do sexo anal: é mais apertado, mais quente e mais degradante pra mulher. 


Exato, MAIS degradante. Porque pelo visto, ter a vagina ou a boca penetradas já é degradante. Porque essa é a visão do machismo: Mulheres são inferiores, logo os papeis que elas ocupam são inferiores. Essa visão se estende a tudo: profissões, interesses, produtos culturais, aparência. Tudo que é entendido como feminino é culturalmente considerado inferior.     

É dessa misoginia social que nasce a homofobia. O desprezo pelo homem que se rebaixa a uma posição feminina sendo afeminado ou sendo penetrado na relação sexual. Porque é sempre o passivo que é ridicularizado. As piadinhas destroem quem "dá o cu", mas não quem o penetra, mesmo numa relação entre dois homens. 

Lendo um texto do blog do Samuel Farias sobre a violência sofrida por essa moça, descobri os detalhes. Ela namorava um homem maior de idade, que inclusive a havia agredido fisicamente antes.

Eu já suspeitava que isso poderia ter acontecido. Um homem que torna púbicas fotos íntimas de sua parceira sexual sem o consentimento dela, além de um crápula sem caráter, certamente é abusivo. Num outro post, eu falei sobre como evitar parceiros misóginos. Infelizmente, a Karina foi vítima de um deles.

Esse homem achou legal se relacionar com uma garota menor de idade. Não sei qual a idade dele, mas se ele tiver mais que 25, creio que ele poderia ter pensado um pouco melhor antes de se envolver com ela. Qual o problema? O problema é que uma garota adolescente é inexperiente e não está ainda preparada para lidar com questões de relacionamento como uma mulher adulta.

Quando ele pediu a ela para se deixar fotografar em poses sensuais, ela confiava nele. Ela não imaginou que algum dia ele usaria isso contra ela. Mas pode ter certeza de que ele já tinha tudo planejado, como o Hyde de "50 Tons de Cinza". A intenção dele era destruí-la psicologicamente caso ela o deixasse.

Claro, ele já contava com o que aconteceria na internet, pois ele conhece bem a cultura que o privilegia. Ele sabia que, embora ele também estivesse nas imagens, quem seria humilhada publicamente era ela. Porque para um homem, é legal ter provas de que ele fez sexo, para uma mulher, não. Simplesmente porque existe uma relação ideológica arbitrária que associa a manifestação sexual feminina a mau caráter.

Sabe, eu poderia escrever muito sobre as coisas horríveis que li na net. Em vez disso, vou dizer apenas que quem escreveu qualquer insulto contra ela é um péssimo exemplo de ser humano. Porque ninguém é tão simplório ao ponto de achar que uma moça merece ser humilhada por ter feito sexo anal e ter deixado o parceiro fotografar o ânus dela. Precisa ser alguém muito ruim para divulgar essas fotos, criar perfis fakes em nome da vítima, ridicularizar o corpo dela. Precisa ser alguém muito misógino para dizer que ela mereceu passar por isso por "não ter protegido a gruta".

Qual a lógica de pensamento desses vermes? Eles são piores que o ex dela. Porque o cara pelo menos tinha uma relação com ela, mas esse povo da internet ficou se intrometendo na vida alheia. Certamente porque estão desempregados e não fazem sexo. Mas falta do que fazer não é justificativa para agredir ninguém. Portanto, se você conhece alguém que tirou vantagem desse crime e divulgou essas fotos ou fez "piadas" cruéis, afaste-se dessa pessoa. Porque a gente não precisa nem de amigos(as) misóginos(as), quanto mais de namorados(as).

E outra coisa. É evidente que esse pessoal ficou tão obcecado pelo que aconteceu com a moça porque sentiu inveja. No fundo, se trata de um monte de desejos reprimidos. Princípio de psicanálise: ninguém tenta destruir algo (ou alguém) a troco de nada. Quem desdenha quer comprar. Se ridicularizou Karina Veiga, queria estar em seu lugar.

Fazer o passivo de uma relação anal não é errado. Deixar o parceiro tirar fotos íntimas não é errado. Ela não merece ser julgada por nada. O que aconteceu nesse caso foi o já conhecido (desde Amanda Todd) cyberbullying machista. E isso tem que acabar.       
      

10 comentários:

  1. Eu sempre achei que tentar defender a vítima não leva a lugar algum. É continuar a propagar o que ela fez. Deveríamos ao contrário escrachar o agressor, colocando fotos, nome e tudo o mais que pudéssemos dele, divulgando o que ele fez de errado, mantendo a agressão e o agressor na mídia.
    Ao colocarmos a vítima e agressão em evidência, estamos acobertando o agressor que permanecerá no anonimato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é que não sabemos os dados do agressor. Esses dados deveriam ter sido divulgados, mas não foram.

      Excluir
    2. Eu acho válido mostrar o agressor, mas o caso da Karina é diferente, porque ela foi atacada por todos os lados.

      Mesmo após ter sido vítima do seu agressor que divulgou as suas fotos, foi atacada em coro no Twitter e no Facebook por falsos moralistas e invejosos, como bem disse a Patty, nesse maravilhoso texto.

      As pessoas ainda fazem piadas com o nome dela porque não se deram conta da gravidade do caso, infelizmente, as pessoas não enxergaram que ela é a vítima, por isso acho que devemos sim falar sobre o caso, defendê-la, esclarecer para a população que ela é a vítima e não ao contrário.

      Excluir
    3. Concordo plenamente... O vergonhoso nessa história, na verdade, "criminoso" foi divulgar a intimidade, mesmo que consentida num determinado momento, com fim de humilhar e destruir a imagem de alguém... Não há justificativa para um absurdo desses!

      Excluir
  2. Excelente texto. Estava viajando e não vi quando postou, mas mesmo atrasado venho aqui pra fazer coro e exaltar a ótima crítica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadão, Samuel! Muito feliz com sua presença!

      Excluir
  3. garota de 16 anos dando o cú pra um de 25 e a outra ainda vem falar que a piranha num tem culpa de nada , malditos liberais , esquerdistas , comunistas e gaysistas que alastraram essa corja cultural por esse país , ou melhor , esse mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é híbrido do quê? Chorume com esgoto?

      Bom, vamos começar do começo. Eu não falei que o criminoso em questão tem 25 anos, logo vc não leu o texto. Mas é interessante vc achar que uma menina menor fez algo de errado em fazer sexo anal com um rapaz mais velho. Ainda que ela tivesse feito algo errado (o que ela não fez), a responsabilidade é de quem é maior, filho. Não vem com palhaçada. Outra coisa, aqui no Brasil, liberalismo é uma corrente ideológica de direita. Então vc não sabe porra nenhuma de política também.

      Agora, como vc tomou a liberdade de comentar agressivamente, eu vou tomar a liberdade de te analisar. Segundo Lacan, a linguagem traz o que mora no inconsciente. E segundo Freud, quando a pessoa fala mal de alguém, ela fala de si própria. Ou seja, vc xingou a menina de "piranha", o que provavelmente significa que vc se entende como "piranha". Vc falou em "culpa", o que me leva a crer que vc sente "culpa". E vc falou em "dar o cu" (não tem acento) como se fosse algo ruim. Ou seja, vc quer dar o cu, mas sente culpa. Toda essa sua raiva é inveja da garota. Mas pra tudo tem solução. A qualquer momento vc pode arranjar um rapaz de 25 com uma pica de cavalo pra arrebentar todas as suas pregas e encher seu cuzinho de porra. Faça isso, por favor, e pare de encher o saco. Vai melhorar muito a vida de quem convive com vc.

      Excluir
  4. Cara, Patty Kirsche

    para a srta. ou sra. ver como sou "atrasado" na internet, tomei conhecimento desse caso só agora e na verdade de tanto que se falava resolvi "investigar", simples curiosidade. Realmente é uma pena o que ocorreu com essa garota e espero que a justiça seja feita. Lendo seu comentário sobre esse caso percebo, com razão, a revolta da sua parte sobre a ridicularização que recaiu sobre ela por causa do sexo anal, sua exposição e comentários infantis da "mulecada", entretanto, aprendi em minha vida que "achar algo, não nos dá direito de tomar como verdade". Alguns comentários e críticas como: "- Homens que insistem em sexo anal com suas parceiras...ortodoxos sobre a proibição de que elas toquem a região anal deles...acham que mulheres são inferiores...", enfim, soam "feministas demais", uma coisa é se revoltar com a humilhação alheia a outra é expor sua opinião sobre o interesse masculino nessa prática. A maioria dos Homens (otários ou não) procuram e insistem nessa prática com suas parceiras. A penetração anal permitida pela parceira é, para o Homem, o ápice de um relacionamento, seja somente sexual, seja também afetivo e sim, alimenta o ego masculino de uma forma excepcional, justamente pela submissão da parceira porém, eu diria, confiança depositada pela mulher em seu parceiro e isso, é melhor ainda. Voltando ao início do texto, as passagens de outros posts (piadas) referente ao sexo anal, soa como uma crítica aos Homens que gostam e procuram isso, como objetivo final a submissão e degradação feminina e não é por aí. Muitas mulheres repudiavam sexo anal e hoje adoram, assim como essa garota, assim como muitos homens gostam de ser tocados, assim como muitas adolescentes, hoje em dia, sabem muito bem o que fazem, por ex. transam com diversos homens ao mesmo tempo e depois "se arrependem" e saem denunciando como estupro, afinal, ela pode ficar "mal falada" com isso, assim como muitas mulheres se "deixam" degradar, basta ligar a tv por ex.,enfim, a crítica direcionada aos Homens (sexo anal) soa um tanto injusta, Homens e Mulheres tem suas conivências e suas parcelas de culpa, afinal o "machismo" também "reside" em algumas mulheres.

    Sucesso!

    Zé qualquer

    ResponderExcluir
  5. então é pra a mulher penetrar o homem com um piru de borracha? é isso?

    ResponderExcluir

Eu me reservo o direito de não responder perguntas cuja resposta esteja no próprio post. Comentários imbecis e sem embasamento estão sujeitos a ridicularização. Comente por sua conta e risco. Obrigada!